Nem todas as atividades postadas no blog "Nos Caminhos da Alfabetização" são de nossa autoria e algumas desconhecemos.

domingo, 7 de março de 2010

TEORIA CONSTRUTIVISTA DE EMÍLIA FERREIRO

Ao invés da clássica pergunta: como se deve ensinar a escrever, Emilia Ferreiro perguntou como alguém aprende a ler e escrever independente do ensino.

Para este artigo recorremos à Revsita Nova Escola On Line – Número 162, de maio de 2003.

As teorias desenvolvidas por Emilia Ferreiro e seus colaboradores abandonam as concepções mecanicistas sobre o processo de alfabetização. Eles seguem os pressupostos construtivistas/ interacionistas de Vigotski e Piaget.

Do ato de ensinar, o processo desloca-se para o ato de aprender por meio da construção de um conhecimento que é realizado pelo educando, que passa a ser visto como um agente e não como um ser passivo que recebe e absorve o que lhe é "ensinado".

Na perspectiva dos trabalhos desenvolvidos por Ferreira, os conceitos de prontidão, imaturidade, habilidades motoras e perceptuais, deixam de ter sentido isoladamente como costumam ser trabalhados pelos professores.

Estimular aspectos motores, cognitivos e afetivos, são importantes, mas, vinculados ao contexto da realidade sócio-cultural dos alunos.

Para Ferreira, "hoje a perspectiva construtivista considera a interação de todos eles, numa visão política, integral, para explicar a aprendizagem".

O problema que tanto atormenta os professores que é o dos diferentes níveis em que normalmente os alunos se encontram e vão se desenvolvendo durante o processo de alfabetização, assume importante papel, já que a interação entre eles é fator de suma importância para o desenvolvimento do processo.

Um comentário:

  1. Amei o seu blog ele é lindo, eu estou iniciando o meu, ainda estou aprendendo como torná-lo apreciável,mais gostei de tudo que vi no seu, também foi muito útil as informações sobre a Emília Ferreiro que pesquisei no seu blog.

    ResponderExcluir